Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Ruralista vê bancada fortalecida e apoiará Alckmin

postado em 04/10/2006

4 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Notícia da Reuters informou que a bancada ruralista da Câmara dos Deputados saiu fortalecida das eleições, com a reeleição de seus principais integrantes e também pela chegada de novos nomes importantes do agronegócio ao parlamento brasileiro, somando 214 cadeiras, segundo o presidente da Comissão de Agricultura e Pecuária da Casa, Abelardo Lupion (PFL-PR).

Para compensar a ausência de Francisco Turra, ex-ministro da Agricultura, e de Xico Graziano, ex-presidente do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), que não se candidataram à reeleição, o ruralista disse que o setor contará agora com novos políticos eleitos.

"Estamos levando do Paraná mais um ruralista de primeira, que é o deputado (Luiz Carlos) Setim (PFL), homem de frigorífico. Temos o Homero (Pereira, presidente da Federação da Agricultura de Mato Grosso). Em São Paulo, temos o ex-secretário da Agricultura do Estado (Duarte Nogueira)", destacou Lupion, citando os principais eleitos.

Para Lupion, os integrantes do núcleo da bancada ruralista apoiarão Geraldo Alckmin (PSDB) no segundo turno das eleições presidenciais. Entre as questões que o deputado considerou prioritárias para se buscar solução no próximo governo estão o endividamento do setor de grãos, os índices de produtividade da terra, a biotecnologia e o seguro agrícola. "Tem uma série de estruturas que nós precisamos mudar."

Questionado sobre qual candidato a presidente poderia atender melhor às reivindicações do setor, ele respondeu: "Só tem um. Toda a bancada ruralista vai de Alckmin".

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Marcio Trajano Borges Telles

Ituverava - São Paulo - Produção de gado de corte
postado em 04/10/2006

Ótima noticia, porque assim poderemos ser ouvidos após estes anos de Lula. Nunca em minha vida assisti o agronegócio tão desprezado com neste governo.

Vamos sim apoiar que poderá nos apoiar
Alckmin para Presidente.

Carlos Alberto Zuquetto

Cascavel - Paraná - Instituições governamentais
postado em 05/10/2006

Além de termos Alckmin, a coisa ficará melhor ainda tendo Osmar Dias governador do Paraná. Precisamos tirar quem não entende do Agronegócio. Se não quiserem ajudar, ao menos não atrapalhem o setor.

Heron Reger de Carvalho

CAMPOS ALTOS - Minas Gerais - Consultoria/extensão rural
postado em 07/10/2006

Por Minas, não conseguimos infelizmente eleger Silas Brasileiro, defensor da cafeicultura,mas conseguimos eleger Paulo Piau, que temos fé que será um defensor do agronegócio na câmara federal, pelo seu conhecimento e competência,além de ser muito ligado ao cooperativismo. Conclamo todos lideres do segmento rural para que façamos uma política partidária classista, onde gente do campo vota em gente do campo, só assim teremos representantes compromissados com nós da roça.

Manoel Dantas Silva

Fortaleza - Ceará - Indústria de laticínios
postado em 11/10/2006

Basta ver os resultados explícitos do desenvolvimento do país nos três anos de Governo Lula e comparar com o desgoverno de 8 anos do PSDB e então decidir em reeleger Lula. Esse é o nosso Presidente!

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade