Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

SC: ordenha de ovelhas é iniciada no Centro de Treinamento da Epagri

postado em 10/10/2012

4 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A pesquisa e difusão de tecnologias para a atividade da ovinocultura leiteira em Santa Catarina registrou mais um importante passo. Trata-se do início da ordenha das ovelhas do Centro de Treinamento da Epagri de São Miguel do Oeste (Cetresmo).

A atividade está presente no Oeste Catarinense desde 2005, o que motivou a Epagri a pesquisar e difundir informações aos agricultores sobre ovinocultura leiteira. Novas instalações foram construídas no Cetresmo em 2011, mesmo ano em que o centro recebeu o plantel de ovelhas leiteiras da raça Lacaune, composto de 30 fêmeas e um reprodutor.

O Cetresmo conta com um rebanho de 30 fêmeas aptas a produzir leite, que inicialmente será destinado à fabricação de derivados no próprio Centro. Suas instalações, como aprisco e sala de ordenha, e os equipamentos necessários para produção de leite de ovelha fazem parte do projeto "Pesquisa e Difusão de Tecnologia em Ovinocultura Leiteira em Santa Catarina", no qual a Epagri e emprega recursos próprios e da Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina (Fapesc), para realizar pesquisa e extensão rural na atividade de ovinocultura leiteira.

As pesquisas estão sendo realizadas na Estação Experimental da Epagri de Lages (EEL) e repassadas ao Cetresmo, que transmitirá as informações aos agricultores interessados em trabalhar com a atividade.

Figura 1 - Funcionário do Cetresmo, Valdecir Moraes, ordenhando ovelhas.



No Estado, segundo a Gerência Regional da Epagri de São Miguel do Oeste, a produção de leite de ovelha e seus derivados já é uma realidade, pois já conta-se com um plantel de aproximadamente 3.000 ovinos com aptidão leiteira e 1.200 destes já em produção. Atualmente estão sendo produzidos queijos, iogurte e até mesmo sorvete, derivados de leite de ovelha no Oeste catarinense.

"A Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, através da Epagri, e demais instituições parceiras colocam à disposição dos agricultores esta importante atividade da ovinocultura leiteira, como uma alternativa de renda complementar àquelas já praticadas nas propriedades rurais", informa o extensionista da Epagri de São Miguel do Oeste, Jaime Alcir Vieira Prestes, revelando que o Cetresmo está à disposição da comunidade para receber visitas e outros eventos relacionados à ovinocultura leiteira.

As informações são da Epagri, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

valdemar silva

Águas Mornas - Santa Catarina - OUTRA
postado em 10/10/2012

Fiquei curioso para provar os produtos derivado do leite de ovelha.
Os produtos estão no mercado?

Rafael Baggio - Médico Veterinário

Curitiba - Paraná - Produção de ovinos de corte
postado em 10/10/2012

Valdemar,

Os produtos a base de leite de ovelha estao no mercado brasileiro sim, obviamente que ainda nao sao fáceis de achar como os produtos a base de leite de vaca, porem dependendo da qualidade do estabelecimento o Sr vai achar.
Pode encontrar por exemplo no próprio site da Casa da Ovelha, onde o Sr conseguirá adquirir pela internet também, com bastante facilidade.
http://www.casadaovelha.com.br/

Qualquer dúvida estamos a disposicao

Grande abraco

Paulo José Theophilo Gertner

Lauro de Freitas - Bahia - Médico Veterinário
postado em 12/10/2012

Muito Legal, SC é sem duvida um exemplo no mundo da Agropecuária em tudo que faz!

Josué Mariano Borges

Taboão da Serra - São Paulo - Produção de ovinos de leite
postado em 11/06/2015

Dr. Rafael Baggio boa tarde.
Os ovinos das raças Lacaune e East Frisian, em produção experimental na Epagri
são puros de origem, ou puros de origem importados?
Qual a média diária de produção por matriz?
Cordialmente,
Josué Borges

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade