Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Senador e deputado dos EUA propõem corte de US$ 41 bi em subsídios

postado em 07/10/2011

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Um senador e um deputado dos Estados Unidos estão propondo projetos de lei semelhantes para cortar das despesas do governo cerca de US$ 41 bilhões em subsídios agrícolas, incentivos para conservação de terras e apoio a programas federais de nutrição.

Os projetos, encabeçados pelo senador Richard Lugar e pelo deputado Marlin Stutzman, ambos do Partido Republicano de Indiana, eliminariam o controverso "pagamento direto" de programas de subsídio, substituindo-os por um sistema de proteção limitada de receita, que complementaria seguros de safra. Os pagamentos diretos são enviados aos produtores independentemente do preço da safra ou da qualidade do produto. São destinados a cerca de 1 milhão de produtores, o equivalente a 105,22 milhões de hectares, de acordo com dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

A eliminação dos pagamentos diretos e de outros subsídios resultaria numa economia de cerca de US$ 16 bilhões para o governo federal em dez anos, de acordo com Lugar e Stutzman. Outros US$ 11 bilhões seriam poupados no mesmo período com um novo limite na extensão de terras que o governo protege por meio de pagamentos a produtores, para que sejam mantidas inativas.

Os dois legisladores querem reduzir o limite do Programa de Conservação de Reserva do USDA de 13 milhões de hectares para menos de 10 milhões de hectares. Atualmente, são cerca de 12 milhões de hectares envolvidos no programa que, segundo o USDA, "protege a superfície do solo da erosão e é destinado a preservar os recursos naturais do país".

Reduzir o limite de terras inativas faria com que milhões de hectares se transformassem em terras produtivas, de acordo com Lugar e Stutzman. O projeto também pretende cortar US$ 14 bilhões em gastos do governo no Programa de Assistência em Nutrição Suplementar, comumente conhecido como o programa de vale-refeição do governo norte-americano. A proposta tornaria mais rigorosos os critérios para participar do sistema de ajuda.

As informações são da Dow Jones, publicadas na Agência Estado, adaptadas pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

OSWALDO GUIMARAES COSTA PINTO

Belo Horizonte - Minas Gerais - Produção de leite
postado em 08/10/2011

NOS USA ELES QUEREM AUMENTAR A AREA DE PLANTIO DIMINUINDO AS RESERVAS. AQUI É AO CONTRARIO.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade