Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Setor ovino da Espanha compensa menores vendas nacionais com exportações

postado em 10/10/2013

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O setor de ovinos de corte da Espanha tem compensado as baixas nas vendas no mercado nacional durante os nove primeiros meses do ano com aumentos nas exportações a países do Mediterrâneo, como Líbia, Líbano e Argélia. O presidente da Associação Nacional de Ovinos Precoces, Diego Albardonedo, explicou que o ano pode ser considerado como “bom” para o setor ovino de carne graças aos excelentes níveis de exportação. A crise de consumo nacional levou à descoberta de novos nichos de mercados além da Europa, países onde anteriormente não se tinha acesso e que solicitam o animal transportado vivo.

Além disso, os países árabes da região mediterrânea também aumentaram as vendas a outras nações europeias banhadas pelo Mare Nostrum, além dos mercados mais clássicos, como Itália ou França.

O setor está muito satisfeito com a chegada a todos esses novos mercados e considera que, no momento, são suficientes dentro do desembarque internacional; o ovino, ao ser um produto trabalhado fresco, deve ser destinado a locais não muito distantes. Destinos mais longe precisam de um transporte de carne congelada, que faz baixar muito o preço do produto exportado, como indica o responsável pela Associação Nacional de Ovinos Precoces, Diego Albardanedo.

No entanto, o consumo nacional da Espanha segue baixando, compensando-se com as exportações, as quais já representam 20% do total da produção e cujas previsões apontam a um peso ainda maior nos próximos meses.

Albardanedo reconheceu que essa carne é cara e, em época de crise, fica em desvantagem com relação a outros produtos, como a carne bovina e suína. Ele disse que confia em uma plena recuperação econômica para que recuperem as vendas dentro da Espanha.

A reportagem é do http://www.agroinformacion.com, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade