Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Superagro 2012 pretende divulgar as vantagens nutritivas dos produtos da ovinocaprinocultura

postado em 24/05/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Cabras e ovelhas premiadas recentemente em cinco exposições no interior de Minas estarão presentes na Superagro 2012, na mostra intitulada "Pequenos notáveis, a grande diferença". A iniciativa é da Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Minas Gerais (Accomig), que terá vinte animais representando as dez raças existentes de caprinos e ovinos. O objetivo da mostra, de acordo com Aurora Gouveia, médica veterinária e presidente da Accomig, é divulgar para o público consumidor as vantagens nutritivas dos produtos da ovinocaprinocultura (leite de cabra e carne de cordeiro). Ao mesmo tempo, ao apresentar animais selecionados para os produtores rurais que estarão no Parque da Gameleira, a Associação quer estimular o investimento na melhoria dos rebanhos. Para isso serão utilizados painéis explicativos com as características e origem dos animais, produção média anual de lã, carne e leite.

Minas possui 110 mil cabeças de caprinos e 280 mil cabeças de ovinos, de acordo com o IBGE. Em 2010, o Estado produziu cerca de 120 mil litros de leite de cabra/mês. Carne de cordeiro e leite de cabra são produtos considerados nobres e possuem um espaço a ser conquistado no mercado. "Queremos que o leite de cabra chegue a todas as classes econômicas, não apenas aos chefes de cozinha ou para as pessoas que são alérgicas ao leite de vaca. Para isso, precisamos conquistar os consumidores, divulgando as qualidades nutritivas destes produtos. Ao mesmo tempo, é preciso criar mecanismos de estímulo para o aumento da produção por parte dos criadores", argumenta. A Accomig possui, atualmente, 120 associados comerciais e 600 cadastrados. Além disso, há dois mil produtores cadastrados no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

Reduzir custos

De acordo com Gouveia, os produtos de ovinos e caprinos são insuficientes para atender à demanda e este pode ser um dos motivos para que os preços "ainda sejam três vezes mais caros em relação àqueles da bovinocultura". Com produção aquém, Minas ainda importa leite e lã . "Nossa meta é reduzir em até 30% os custos da cadeia produtiva de ponta a ponta. Para se ter uma ideia, o custo de produção do litro do leite de cabra varia de oitenta centavos a um real e cinquenta. Para o consumidor, o preço chega a três reais o litro . No caso de um cordeiro de 45 kg, o custo de produção é de cerca de R$ 110,00, para ser comercializado por R$ 250 pelo produtor.

O produtor de cabras leiteiras e presidente executivo da Accomig, Pedro Paulo Vasconcelos Leite, está há 20 anos na atividade, mantendo duas fazendas nos municípios de Florestal e Alfenas, com a criação de 400 cabeças de cabras e produção de 500 litros de leite/dia, sendo 80% deste montante direcionado à produção de queijos. De acordo com ele, o número de produtores aumentou nos últimos cinco anos e o setor estima resultados positivos para o futuro, principalmente pela alta do poder aquisitivo da população. "Porém, a maior dificuldade é não contarmos com uma estrutura ampla para atender os grandes mercados", alertou o produtor, destacando que a produção é basicamente concentrada nos derivados do leite, como o queijo de cabra, seu carro-chefe.

As informações são da Assessoria de Imprensa do Superagro, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade