Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Testes mostram que vírus Schmallenberg não passa para humanos

postado em 10/04/2012

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

É extremamente improvável que as pessoas que entraram em contato com o vírus Schmallenberg contraiam o vírus, mostrou uma pesquisa feita na Alemanha. Testes de laboratório foram feitos no Robert Koch Institute em produtores rurais cujos rebanhos ovinos foram infectados com o vírus Schmallenberg. Os resultados foram todos negativos, indicando um risco "extremamente baixo" aos humanos de contraírem o vírus.

O vírus Schmallenberg foi identificado por cientistas no Friedrich-Loeffler-Institute na Alemanha em novembro de 2011. Mais de 1.100 casos foram confirmados na Alemanha até agora, mais do que em qualquer outros dos sete países afetados e bem mais de um terço de todos os casos registrados na União Europeia (UE).

Em 29 de fevereiro, os cientistas do Robert Koch Institute, que é um instituto nacional de saúde pública da Alemanha, coletou amostras de sangue para testes em laboratório de 60 proprietários de ovinos em North Rhine-Westphalia. Nenhum anticorpo contra o vírus Schmallenberg, o que teria mostrado uma infecção, foi encontrado nas amostras.

No caso de alguns produtores com "sintomas não específicos", como febre ou dor de cabeça, o teste que pode detectar a presença do vírus foi feito. Esses também deram resultados negativos.

"Os resultados do estudo mostraram que esse novo vírus não levou à infecção em pessoas em contato com grandes quantidades do vírus", disse o presidente do Instituto, Reinhard Burger. O Instituto disse que um número relativamente alto de pessoas com "contato intensivo com o patógeno" foram investigadas nesse estudo.

"Eventos extremamente raros de infecção, entretanto, não podem ser detectados por esse estudo. Baseado nos resultados do estudo e nas características genética do novo vírus, o risco de infecção em humanos pode ser avaliado como extremamente baixo".

A reportagem é do www.farmersguardian.com, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Jose Nilo Aquino

São Borja - Rio Grande do Sul - Empresário
postado em 12/04/2012


" O tempo é o sr. da razão " .....

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade