Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

UE: setor ovino busca campanha para fomentar consumo

postado em 22/06/2010

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Nos últimos anos, a característica do setor ovino da União Europeia (UE) tem sido um contínuo decréscimo na produção e no consumo. No entanto, os dados econômicos de 2008 e 2009 mostram que o declive no setor está acelerando perigosamente até um nível crítico em que a deterioração do setor pode não ter mais volta.

Enquanto o consumo médio de carne é de 86 quilos/habitante/ano, o consumidor comunitário somente consome 2,5 quilos por ano. Por esse motivo, o Comitê Consultivo de carne ovina da Comissão Europeia (que agrupa organizações que representam todos o elos da cadeia produtiva) concordou em solicitar às autoridades comunitárias atividades de promoção que:

- Melhorem a apresentação, assessorando os diferentes elos da cadeia;
- Melhorem o conhecimento do consumidor nas formas de preparo da carne de cordeiro;
- Desenvolvam novas receitas;
- Comuniquem com os diferentes membros da cadeia produtiva, assim como com os consumidores, sobre a qualidade intrínseca do cordeiro europeu e de como é produzido.

A reportagem é do Agrodigital, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade