Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Uruguai: negociações para exportar carne aos EUA

postado em 30/01/2009

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Uruguai está a um passo de poder exportar carne ovina maturada e sem osso aos Estados Unidos. Após uma longa espera, as autoridades deste país já têm pronto um projeto de lei para publicar no Registro Federal.

Desde o ano passado, as barreiras sanitárias que poderiam ter chegado a impedir a entrada de carne ovina, desossada e maturada nos EUA foram resolvidas com êxito. Abriu-se, então, um compasso de espera para que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) redigisse a norma legal, que deverá ser publicada no Registro Federal para, posteriormente, receber possíveis comentários durante um período de 60 dias.

Agora, após as eleições presidenciais nos EUA, a embaixada uruguaia em Washington confirmou que o projeto de lei está redigido e pronto para ser publicado, mas deixou claro que ainda não tem uma data para que isso aconteça.

As negociações com os EUA levaram vários anos e, em paralelo, também se usou o mesmo material para adiantar a entrada do produto no Canadá, país com o qual as negociações estão muito adiantadas.

Em paralelo, o Ministério da Pecuária, Agricultura e Pesca do Uruguai está trabalhando em outros destinos, agora, buscando a entrada de carne ovina com osso. Entre esses países está a União Europeia (UE), para onde o país já enviou um dossiê com informações sanitárias que demonstram que o produto, se entrar com osso - não desossado, como entra hoje - não representa risco algum para a saúde.

A reportagem é do El País Digital, traduzida e adaptada pela equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade