Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Uruguai tem reativação no mercado de lã e aumento de preços

postado em 12/11/2012

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Uma reativação do mercado de lãs que estava quase paralisado e um aumento nos preços começou a ocorrer nos últimos dias. Isso se deve a uma maior demanda do exterior, especialmente da Europa.

"Nas últimas duas semanas, ocorreu um fluxo de negócios mais importante no mercado local, coincidentemente com uma recuperação sustentada nos valores que vêm sendo registrados, desde o começo de outubro, nos leilões realizados na Austrália. Os mercados internacionais estão mais demandantes e isso repercute a nível interno", disse o chefe da Área Econômica e Difusão do Secretariado Uruguaio de Lã (SUL), Carlos Salgado.

A Europa, que estava inativa e especulando sobre até onde poderiam baixar os valores, apareceu nos últimos dias como um comprador importante, devido à proximidade do inverno nesse continente, e à necessidade de renovar as coleções de roupas. A isso, somou-se um aumento nas compras pela China.

A maior parte das operações é de lãs de animais da raça Corriedale (em torno de 60% da safra), que registraram aumentos em seus valores de US$ 2,80 a US$ 3 por quilo que se pagavam nas semanas anteriores para US$ 3 a US$ 3,25, que estão sendo pagos atualmente. "Embora esses preços marquem um aumento, são sensivelmente inferiores aos da campanha passada, quando se chegou a pagar até US$ 5 por quilo. Esses preços são sustentáveis para o que resta do ano, baseado em uma manutenção da demanda", disse Salgado.

O mercado também registrou aumento nos negócios concretizados e nos valores pagos pelas lãs finas. O presidente da União de Consignatários e Rematadores de Lã, Ricardo Stewart, disse que também houve aumento na quantidade de operações realizadas para lã Merino. "Outra novidade é que há uma maior exigência de lotes acondicionados. Por eles, estão sendo pagos preços de US$ 6,50 a US$ 7 pelas lãs de 19 micras, quando há semanas, essas estavam em US$ 6,20 a US$ 6,40 por quilo".

A maioria das vendas de lã fina foi feita no norte do Uruguai, onde está a maior quantidade de produtores de lãs com essas características.

A reportagem é do El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Jose Nilo Aquino

São Borja - Rio Grande do Sul - Empresário
postado em 13/11/2012

A lã Uruguaia sofre o mesmo processo que o " ouro " produzido pelo Paraguai. Não esqueçam que o Rio Grande do Sul faz fronteira seca com quase todo o norte do Uruguai.

jose carlos tamer junior

Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 09/08/2013

As compras de lã no Uruguai estão situando-se entre 2,70 um pouco mais, com expectativa de chegar a U$3.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade