Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Vietnã pode se tornar importante processador de lã

postado em 05/09/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Australian Wool Innovation (AWI) destacou que o Vietnã pode ser o próximo possível importante processador de lã. O custo para contratar trabalhadores na China, nas indústrias de trabalho intensivo de fiação e confecção está levando os processadores de lã a buscar outros países.

A diretora de vestimentas urbanas da AWI, Kelly McAvoy, disse que o Vietnã já processa algodão a partir do produto bruto para a roupa final, de forma que é capaz de processar lã. "Obviamente, queremos criar mais demanda por lã merino australiana e se podemos criar mais demanda buscando alternativas e criando novos polos de processamento, então, isso é obviamente importante para nós e algo que estamos buscando incessantemente".

O gerente para mercados emergentes da AWI, Rajesh Bahl, disse que as companhias têm os equipamentos capitais certos para malhas de lã. A AWI está buscando novos mercados consumidores. No seu auge, a Rússia comprava 30% da lã australiana. Agora, esse volume é desprezível.

Bahl disse que isso poderia mudar devido à maior renda disponível da classe média na Europa e na América e a demanda por bons materiais e roupas quentes.

A reportagem é do www.abc.net.au, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade