Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Aumentar a produtividade e os lucros? Adube as pastagens!

postado em 14/08/2008

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2004), o Brasil possui pouco mais de 350 milhões de hectares ocupados por atividades agropecuárias, e estima-se que deste total, mais de 200 milhões de ha são ocupados por pastagens, em sua grande maioria, constituídas por pastagens naturais de baixa qualidade forrageira.

Com a necessidade de produzir alimentos, as terras ocupadas por florestas e vegetações nativas, que são as principais responsáveis pelo equilíbrio do meio ambiente, foram substituídas por pastagens, o que contribuiu para a aceleração do processo de degradação. Um dos principais indicadores de que o pasto está com problemas é que ele passa a sustentar cada vez menos animais com o passar do tempo. Estimativas recentes indicam que mais de 50% das áreas sob pastagens se encontram em processo de degradação, o que reflete diretamente nos índices produtivos e econômicos da propriedade.

Para que a atividade agropecuária seja lucrativa e rentável, é necessário que o pecuarista faça ajustes fundamentais nos sistemas de produção, reformando a pastagem para ajudar a reverter o processo de degradação, o que aumentará a lucratividade e auxiliará a recuperar o meio ambiente.

Portanto, o investimento para elevar e/ou manter a produção da pastagem, feito pelo produtor, ao aplicar as técnicas corretas de adubação, se traduz imediatamente em lucros, seja pelo aumento da produção de forragem ofertada ao bovino, seja na quantidade e qualidade da produção de carne e leite.

Os produtores que se interessaram em aprender estes conceitos essenciais para aumentar a longevidade do pasto e dimensionar o uso de fertilizantes de acordo com as taxas de lotação, podem participar do curso online da AgriPoint, sobre Adubação de Pastagens - conceitos essenciais, que terá inicio no dia 28 de agosto de 2008.

Nos 5 módulos deste curso serão abordadas técnicas voltadas tanto para altas produções de forragem, assim como alternativas visando a manutenção do vigor da planta forrageira por períodos indefinidos de tempo, ou seja, adubações visando a perenização da pastagem na área, eliminando assim a necessidade de constantes reformas.

O instrutor deste curso é o engenheiro agrônomo, Ricardo C. D. Goulart, M.Sc. em Agronomia e Doutorando em Ciência Animal e Pastagens, que pretende traçar algumas diretrizes básicas relacionadas à fertilidade de solo e nutrição de plantas, destacando pontos pertinentes à adoção dessas práticas em pastagens, assim como fatores que devem ser ponderados no planejamento de propriedades exploradas de maneira intensiva.

Palavra do Professor

"Os cursos online são modalidades de estudo adequados ao ritmo da vida moderna. Como o material fica disponível aos alunos, cada um pode ajustar seu tempo de estudo de acordo com sua disponibilidade individual de horário. O curso online "Adubação de Pastagens - conceitos essenciais" é oportunidade, para os profissionais e alunos da área de pastagens, se familiarizarem com conceitos ou se atualizarem no tema", diz o instrutor deste curso, Ricardo Goulart.

Saiba mais informações sobre este curso e inscreva-se!

Veja também o depoimento dos alunos que já realizaram treinamentos online com a AgriPoint.

Para saber mais detalhes sobre este curso acesse a página:
Adubação de Pastagens - conceitos essenciais

Entre em contato com o autor deste artigo através do formulário abaixo!

deve ter o formato de 10 a 11 dígitos (ddd + telefone ou 0800, 0300, etc.)
Por favor digite o código de verificação contido na caixa ao lado:

3000 caracteres restantes

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade