Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Entrevistas

Letícia e Marcelo, da Green Lamb: "Nosso objetivo é viabilizar a cadeia da ovinocultura no RJ"

postado em 17/05/2010

3 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Confira a entrevista exclusiva realizada pelo FarmPoint com Letícia Piccoli Pfitscher, médica veterinária, instrutora do SENAR e diretora técnica da Green Lamb Brasil e Marcelo Spinola Viana, analista de sistemas, tecnólogo em técnicas digitais e diretor administrativo e operacional da Green Lamb do Brasil.

A Green Lamb do Brasil é uma empresa fundada com o objetivo de viabilizar toda a cadeia produtiva da ovinocultura no Estado do Rio de Janeiro, ou seja, possibilitar que micro, pequenos, médio e grandes produtores rurais, criadores ou não de ovinos, empreendedores e investidores, possam entrar no mercado da pecuária que mais cresce hoje no Brasil.

Figura 1 - Letícia Piccoli Pfitscher, diretora técnica da Green Lamb do Brasil e Marcelo Spinola Viana, diretor administrativo e operacional da Green Lamb do Brasil.



Figura 2 e 3 - Ovinos manejados na Green Lamb do Brasil.



1 - Fale sobre o histórico, a razão e os objetivos da Green Lamb Brasil.

A Green Lamb do Brasil é uma empresa fundada com o objetivo de viabilizar toda a cadeia produtiva da ovinocultura no Estado do Rio de Janeiro, ou seja, possibilitar que micro, pequenos, médio e grandes produtores rurais, criadores ou não de ovinos, empreendedores e investidores, possam entrar no mercado da pecuária que mais cresce hoje no Brasil. Temos os seguintes pontos de ação: unidade criatória de ovinos, laboratório de genética, e comercialização.

A Green Lamb do Brasil está localizada no Estado do Rio de Janeiro, município de Araruama, Distrito de São Vicente de Paulo (130 km do centro da cidade do Rio).

Escolha e características da área: temperatura média do ano perfeita para a criação; água de qualidade e em abundância em toda a área utilizada; dados técnicos apontam que o subsolo desta região possui 70% da água doce do Estado do Rio de Janeiro; possibilidade de expansão territorial, caso necessário; terra de alta qualidade, permitindo produção própria da alimentação volumosa, destinada à silagem, sem química, desde o preparo do solo até o processo final, preservando o meio ambiente, a qualidade de vida e o respeito ao consumidor. O município de Araruama é geograficamente central, distando aproximadamente 200 km de raio de qualquer limite do Estado do Rio de Janeiro.

No final de 2004 adquirimos nossos primeiros animais e iniciamos a criação. Desde o início, tínhamos como objetivo desenvolver um sistema de produção modelo e economicamente viável, prezando sempre o bem estar animal e a sanidade, visando produzir um cordeiro de qualidade. Muitos foram os desafios que enfrentamos durante nossa caminhada, onde fomos aprendendo e melhorando a cada passo. Os desafios estão presentes no nosso dia a dia e nunca podemos deixar de aprender com eles. Todo esse projeto é monitorado diariamente e controlado por um rigoroso sistema de biossegurança e manejo sanitário preventivo.

Todos os nossos animais são criteriosamente avaliados e selecionados dentro de um programa de melhoramento genético, no qual diversos índices zootécnicos são observados, tais como conformação, habilidade materna e produção leiteira, ganho de peso ao nascer e ao desmame, idade de abate, fertilidade e prolificidade, entre outros. Para isso contamos com um laboratório de genética exclusivo e realizamos práticas de inseminação artificial e transferência de embriões, afim de acelerar ainda mais os processos de melhoramento genético. Foram realizados vários investimentos em recursos humanos e experiência profissional (treinamento constante dos funcionários atuais, cursos de nutrição animal, manejo de rebanho, casqueamento, sanidade animal, inseminação artificial, beneficiamento de carnes, avaliação de carcaças por ultrassonografia).

Todos os treinamentos são praticados e aplicados na rotina do criatório, além de viagens e visitas a vários criadores, participação em seminários especializados, formação de uma carteira ampla de criadores, fornecedores, distribuidores, tanto de animais quanto de insumos e afins.

A partir de julho de 2008, com a entrada da Médica Veterinária Dra. Letícia, Diretora Técnica da Green Lamb, com uma vasta experiência em ovinocultura, tendo trabalhado principalmente no exterior, em países como Nova Zelândia, Austrália e Canadá, onde se especializou em reprodução de pequenos ruminantes, colocamos em operação novos conceitos, aprimorando tudo que já havíamos realizado. A necessidade de crescimento para suprir a demanda reprimida de carne de cordeiro existente nos leva à necessidade de ampliar o nosso negócio.

Filosofia: Atender o consumidor com um produto saudável, padronizado e de ótima qualidade.

Missão: Produzir padrão e qualidade o ano todo.

Visão: Ser reconhecida como uma das melhores empresas do ramo.

Valores: Conduta, ética e integridade, busca continua da melhoria total, colaboradores preparados, motivados e comprometidos com o resultado, racionalização na utilização dos recursos da empresa de forma a oferecer ao mercado qualidade e preços que garantam a natural continuidade do negócio, preocupação constante com o ecologicamente correto.

Objetivo: Produzir ovinos dentro dos padrões de bem estar animal, explorando ao máximo seu potencial de maneira eficiente e econômica. É a pecuária que mais cresce no Brasil, sendo que, no Estado do Rio de Janeiro está apenas iniciando. A carne aqui consumida vem de importação e uma pequena quantidade de São Paulo.

2 - Como vocês realizam e participam dos processos da cadeia produtiva?

Como produtores e conhecedores do amplo mercado consumidor do nosso estado, incentivamos e oferecemos apoio técnico a todo criador iniciante ou não, de forma que com a existência de qualidade, volume e regularidade, possamos promover junto a frigoríficos existentes, as adaptações necessárias para o beneficiamento da carne ovina.

Prestamos consultoria para produtores de ovinos, tanto o atendimento veterinário quanto implantação e acompanhamento de rebanhos. A nossa estrutura é para atender à ovinocultura e o crescimento desta pecuária que está cada dia mais forte.

Em determinado momento do andamento do nosso projeto, chegamos a iniciar a construção de matadouro, mas mudanças estratégicas de rumos nos sinalizaram que seria muito mais interessante motivar proprietários de plantas já existentes a se unirem nesta caminhada.

3 - Como encontra-se o mercado de ovinos hoje no Rio de Janeiro?

O Estado do Rio de Janeiro, pelo levantamento do IBGE de 2007, conta com aproximadamente 45 mil cabeças de ovinos, representando 6,62% do rebanho do Sudeste, e 0,27% do rebanho nacional.

O consumo médio de carne de ovinos no Brasil é de 0,7 Kg per capita/ano. Com uma população de aproximadamente 16 milhões de habitantes no Estado do Rio de Janeiro, o consumo calculado estimado é de 11.200 tolenadas por ano.

Com o rebanho existente, a capacidade produtiva é de aproximadamente 45 toneladas de carne por mês, ou 675 toneladas por ano, caso existisse 100% de escala programada na produção de todos os criadores. Cerca de 80% da carne de cordeiro consumida não tem origem dentro do próprio estado.

4 - Como a Green Lamb Brasil integra parceiros e sócios?

Todo conceito de parceria é bem avaliado por nós. Acreditamos que todo projeto para ser bem sucedido tem que contar com todos juntos, desde os fornecedores de tudo que precisamos como produtores, passando pelo foco em comum de todos os criadores, até chegar na comercialização.

Falar em integração é muito bonito na teoria, mas se algum elo se sentir lesado, deixa de ser parceria e se torna mercantilismo ditatorial, onde só uma parte sai ganhando. Ainda não temos um projeto de integração definido, pois todos que temos avaliado deixam sempre o produtor em segundo plano ou com margens muito pequenas. Como esta não é nossa filosofia, ainda estamos pesquisando o melhor método a implantar. Nós somos, antes de tudo, CRIADORES, então temos que analisar cada detalhe por este prisma, afinal de contas é quem sempre sofre mais.

5 - Qual é o padrão dos cordeiros e o comprometimento exigidos dos associados?

Quem dita os padrões é o mercado. Temos que trabalhar produtos que agradem a todos os gostos. Pra você ter ideia, tem até gente que adora saborear uma ovelha velha. O que temos percebido de uma forma mais geral, é uma busca por cordeiros jovens e com bom acabamento de capa de gordura, coisa que só se consegue com cruzamentos industriais com raças carniceiras lanadas ou semi.

6 - Como vocês comercializam os animais?

Comercializamos nossos animais destinados ao abate para pessoas que hoje compram cordeiros com este objetivo. Vendemos matrizes e reprodutores para outros produtores que estejam iniciando ou ampliando o plantel.Tão logo as parcerias com frigoríficos estejam alinhavadas, poderemos dizer que temos cortes como produtos finais. A demanda é enorme! Quem dera tivessemos algumas centenas de cordeiros disponíveis todos os meses.

7 - Quais os planejamentos para 2010?

Estamos acreditando muito em possíveis linhas de crédito que o governo do Rio de Janeiro deve viabilizar para a ovinocultura. Este tipo de incentivo é fundamental para o crescimento rural fluminense. Somos um estado formado em sua maioria por pequenas propriedades, logo esta pecuária se encaixa perfeitamente. Nós sabemos criar e produzir resultados. O governo tem o dinheiro. É uma boa parceria. Basta diminuir um pouco as burocracias.

Figura 4 - Parte da equipe da Green Lamb do Brasil.



Equipe FarmPoint

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

eldar rodrigues alves

Curitiba - Paraná - governo
postado em 18/05/2010

Parabens pessoal, é de projetos pé no chão que a ovinocultura precisa!

Marcelo Spinola Vianna

Araruama - Rio de Janeiro - Produção de ovinos
postado em 18/05/2010

Prezado Eldar Rodrigues Alves,
Muito obrigado pelo comentário incentivador.
Conte conosco para fortalecer ainda mais a nossa ovinocultura.
Abraços,
Marcelo e Letícia

David

Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - OUTRA
postado em 01/06/2010

Parabéns pela reportagem e pé no acelerador!

Abraço Forte

David

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade