Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Espaço Aberto

Ovinocultura rentável

Por Walter Celani Junior
postado em 29/07/2008

28 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Quando dizemos que a ovinocultura é a coqueluche do momento, fazemos com que muitas pessoas entrem de cabeça na atividade, já pensando em negócio para ganhar muito dinheiro. Na realidade, as coisas não funcionam bem assim.

Para que se tenha negócio rentável, é necessário passar por diversas fases. Antes de mais nada, é preciso ter -se muito claro o objetivo do produtor com relação à atividade que pode ter duas funções básicas: subsistência e comércio.

No primeiro caso, não existe limitação, uma vez que não existe dependência de mercado consumidor ou de proximidade com centros de abate.

Em se tratando de iniciar criação para comercializar animais produtores de carne, já exige maior atenção por parte do produtor rural.

Se não vejamos:

1) Existe proximidade com frigorífico ou abatedouro?
2) Existe proximidade com mercado consumidor?
3) Existe assistência técnica disponível e capacitada?
4) Existe mão-de-obra capacitada?

Falando assim, parece que estou impondo dificuldades para aqueles que querem iniciar na atividade. Mas a realidade é que a ovinocultura comercial em escala, ainda está engatinhando no Brasil e por isso exige muitos cuidados para se evitar o que tem acontecido muito hoje em dia. A entrada e saída imediata da atividade.

È preciso ter em mente que o início da atividade é muito delicado e deve ser feito paulatinamente, com aquisição de poucos animais para que o produtor e seus funcionários possam se adaptar à nova criação.

Para isso, deve-se adquirir um lote pequeno de matrizes, entre 10 e 20, juntamente com um reprodutor. Após a adaptação devida, é que se vai aumentando o rebanho aos poucos, até chegar a um rebanho economicamente viável.

Após isso, existem as opções de se estabelecer a atividade como complemento de renda da propriedade ou como atividade principal. Em cada caso, exige-se um número mínimo de animais. No caso de composição de renda um rebanho de aproximadamente 200 matrizes pode ser viável, dependendo da situação da propriedade.

Em se tratando de atividade exclusiva, após considerarmos uma série de parâmetros, um rebanho viável varia entre 500 e 1000 matrizes.

Portanto, apesar de ter um ciclo curto e um potencial de crescimento muito grande, a ovinocultura carece de tempo para se obter retorno financeiro.

Nós, que somos técnicos no setor, temos a responsabilidade de orientar adequadamente aqueles que pretendem iniciar na atividade e não somente enxergar a oportunidade financeira que nos aparece à frente.

Saiba mais sobre o autor desse conteúdo

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Carlos A O Camargo

São Paulo - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 30/07/2008

O tema é oportuníssimo e o autor muito bem intensionado. Peço-lhe, na condição de criador iniciante, com 20 animais, que detalhe um pouco mais.

Augusto Solano Lopes Costa

São Gabriel - Rio Grande do Sul - Frigoríficos
postado em 31/07/2008

Importante balizador para quem pretende investir no setor e com a preparação adequada.
Evitando-se, assim, o modismo e intensificando um criatório de qualidade com o manejo adequado.

Adailson Freire

Olinda - Pernambuco - Produção de caprinos de corte
postado em 31/07/2008

Prezado Walter Celani Junior,

Muito oportuna as suas orientações não só validas para a Ovinocultura como para qualquer Criador iniciante na atividade Pecuária, pediria a permissão para sugerir que além dos cuidados técnicos que você se referiu, todo e qualquer Empreendedor deve ter formalizado o que chamamos Plano de Negócio que pode ser encontrado no site do SEBRAE do Rio Grande do Sul cujo modelo eu utilizo e o atualizo anualmente nos nossos negócios.
Moro em Olinda / PE, porém valorizo muito o que você citou de se capacitar e utilizar as ferramentas da assistência técnica.

Agradecido pelas orientações.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade