Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Cadastro de 5 milhões de produtores no CAR tem prazos fortemente questionados

postado em 22/05/2013

3 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Cadastro Ambiental Rural (CAR), que obrigatoriamente deve ser votado até a próxima sexta-feira (24) foi tema controverso abordado pelo secretário de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Paulo Cabral, durante o II Curso para Jornalistas sobre a Nova Governança Ambiental da Associação Brasileira das Indústrias de Óleo Vegetal (Abiove), realizado em São Paulo nesta terça-feira (21).

Pequenos produtores serão incentivados através de convênio para o Cadastro Ambiental rural

Classificado por Cabral como "a identidade ambiental das propriedades", as datas e prazos estipulados pelo governo para implantar o programa foram fortemente questionados, principalmente no que diz respeito ao cadastramento, em um prazo de um ano, de mais de cinco milhões de produtores.

A afirmação feita pelo representante da União, de que "trabalhar com meio ambiente dá dinheiro", foi aceito com ressalvas por multinacionais e trades. A relação eficiência econômica e eficiência ambiental foi outra análise recebida com resistência pela iniciativa privada.

Município consegue autonomia para licença ambiental de pequeno impacto

Contudo, no geral, recebido pela maioria como um produto com mais vantagens para produtores e órgãos ambientais do que desvantagens. "É a rendenção do meio ambiente e o maior programa de resgate de carbono do mundo", observou Cabral.

O CAR

O Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico, obrigatório para todos os imóveis rurais, que tem por finalidade integrar as informações ambientais referentes à situação das Áreas de Preservação Permanente - APP, das áreas de Reserva Legal, das florestas e dos remanescentes de vegetação nativa, das Áreas de Uso Restrito e das áreas consolidadas das propriedades e posses rurais do país.

Criado pela Lei 12.651/2012 no âmbito do Sistema Nacional de Informação sobre Meio Ambiente - SINIMA, o CAR se constitui em base de dados estratégica para o controle, monitoramento e combate ao desmatamento das florestas e demais formas de vegetação nativa do Brasil, bem como para planejamento ambiental e econômico dos imóveis rurais.

A reportagem é da AgroOlhar, adaptada pela equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

wilmar schmoeller

Ituporanga - Santa Catarina - OUTRA
postado em 22/05/2013

so os agricultores pagam o oxigenio que todos respiram.

mucio paixão de araujo

Luz - Minas Gerais - Produção de caprinos de corte
postado em 23/05/2013

Ninguém sabe nada sobre este CAR! Quem sabe vocês não dão detalhes dos procedimentos necessários para obtê-lo?

ADAIR

Frutal - Minas Gerais - Indústria de laticínios
postado em 26/05/2013

Principalmente em MG pois ate hoje ainda não esta ainda não foi renovada a lei estadual

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade