Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Feinco cresce 20% e amplia oportunidades de negócios

postado em 19/03/2009

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A 6ª edição da Feira Internacional de Caprinos e Ovinos (Feinco) foi marcada pelo interesse dos integrantes da cadeia em prospectar negócios, fortalecer suas marcas e buscar informações e soluções para o desenvolvimento da atividade. Apesar do momento cauteloso vivenciado pela economia global, o evento, promovido entre os dias 10 e 14 de março, em São Paulo, registrou um crescimento de 20% em relação ao ano passado.

Durante os cinco dias de feira, o Centro de Exposições Imigrantes recebeu cerca de 20 mil visitas e contou com a presença de mais de quatro mil animais, de 16 raças diferentes, e de 180 expositores, marca superior à edição passada. Segundo Décio Ribeiro dos Santos, organizador da feira, a característica mais marcante desta edição da Feinco foi a presença de um público extremamente qualificado e interessado em conferir novidades e investir. "Esse fato possibilitou a geração de muitos negócios durante o evento e proporcionou grande satisfação entre os expositores. Graças a um intenso trabalho de captação de público e do apoio do Sebrae e das associações presentes, conseguimos trazer à feira pessoas interessadas em alavancar o setor", afirma.

Além dos julgamentos das raças e dos 10 leilões realizados, a feira também foi marcada pelo IV Congresso Internacional Feinco, que revelou tendências e abordou temas estratégicos para o setor. Na ocasião, questões técnicas e mercadológicas foram abordadas por renomados especialistas de reconhecidas instituições, como SEBRAE, MAPA, Embrapa, FMVZ/USP, UNESP, UFMG, UFPR, dentre outras. Junto a eles, palestrantes vindos da Espanha, França, Inglaterra e Argentina também enriqueceram o conteúdo do congresso, que contou com o patrocínio do Sebrae e da Intervet Schering-Plough e com o apoio do Conselho de Medicina Veterinária de São Paulo (CRMV-SP) e do Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

A versatilidade também foi uma das marcas da Feinco 2009. Nesta edição, a feira contou com a exposição do programa Pró-Trator, elaborado pelo Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) e o Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (FEAP). O projeto visa incentivar a compra de tratores por parte do produtor rural por meio de uma série de benefícios. Com ele, o interessado pode adquirir um trator a juros "zero" e financiá-lo em até cinco anos. Pelo programa, o custo dos tratores sai, em média, 20% abaixo do preço de mercado.

O evento também foi palco de lançamentos promovidos pelo Sebrae-SP, que se configuram em um grandioso avanço para o setor. Durante a Feinco, a instituição apresentou o Cordeirão, um laboratório móvel dotado de equipamentos de ultrassom, microscópios e todo material necessário para que o veterinário possa realizar vários exames, como diagnóstico de gestação, análise da área de lombo e de gordura subcutânea. O Cordeirão também realiza exame de espermograma e também de OPG (Ovos por Grama). Com base nos resultados dos exames, o criador pode fazer uma seleção precisa dos animais, direcionando-os para abate ou reprodução, de acordo com as características encontradas.

Para apresentar ao público os produtos finais obtidos a partir dos ovinos e caprinos, a Feinco 2009 também contou com espaços inovadores que permitiram a degustação destes produtos e até mesmo a visualização do seu processo de fabricação. Destaque para a Cozinha Interativa Feinco/Savana, que contou com a presença de dez chefs que se revezaram na elaboração de diferenciados pratos a base de carne ovina e caprina.

A Feinco também contou com a presença da Mini-usina, projeto da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), que mostra na prática o processo de fabricação de queijos e iogurtes. Toda a estrutura da Mini-usina é envolta por vidros, fato que permite observar todas as etapas de produção, desde o uso dos maquinários, das técnicas de manuseio e o tempo de preparo. E para completar, a feira contou com a presença de laticínios que permitiram aos visitantes degustarem e comprarem queijos produzidos com leite de cabra e de ovelha, além de outros produtos.

As informações são da assessoria de imprensa, resumidas e adaptadas pela equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade