Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Governo argentino devolverá impostos a agropecuaristas

postado em 01/04/2008

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Tentando driblar a crise desencadeada pela greve do setor agropecuário, o governo argentino anunciou ontem a devolução de uma parte das retenções (impostos) para os agricultores que produzem até 500 toneladas. Também vai conceder subsídios ao frete para os produtores cujas colheitas estão localizadas a até 400 quilômetros dos portos.

Além disso, o governo vai abrir uma linha de crédito com prazo de cinco anos e taxa anual de 6,5% como parte do pacote de medidas que prevê ainda compensações para os produtores de leite e cria uma subsecretaria de Desenvolvimento Rural para o Pequeno e Médio produtor.

Cálculos do Ministério de Economia indicam que as medidas anunciadas alcançarão 80% dos produtores rurais argentinos pequenos e médios. Segundo o ministro Martín Lousteau, os dois benefícios - a devolução dos impostos e os subsídios para o frete, compensariam o produtor pelo aumento das retenções, que saltaram de 35% para 44,1% para a soja e o girassol, "garantindo a rentabilidade que previam antes do aumento", disse.

As informações são de Marina Guimarães, da Agência Estado.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade