Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Marcos Barbosa: 'todos sonham com frigoríficos'

postado em 27/03/2009

5 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O leitor do FarmPoint MARCOS LIMA BARBOSA, produtor de ovinos de São Paulo, São Paulo, enviou um comentário ao artigo "O que fazer para abater cumprindo a Legislação Sanitária?". Abaixo leia a carta na íntegra.

"Somos criadores de ovinos a quase uma década e representamos uma minoria que vive da atividade.

Gostaríamos de ser otimistas quanto a organização da cadeia mas a realidade não nos permite otimismos. Temos de um lado um rebanho que em 80% dos casos está nas mãos de "criadores" que encaram a atividade como hobbie e por conseguinte não investem em tecnologia de toda ordem. Estes tem a tendência a se isolarem e quando se reúnem em uma associação o que vemos tem sido a vaidade se sobrepondo aos preceitos cooperativos.

Tanto isto é verdade que o luxo e os mega investimentos nas feiras e exposições não condizem com a pobreza da atividade que vive em sua grande maioria de importações de carne de cordeiro de outros paises e abates clandestinos.

De um outro lado vemos um ESTADO desinteressado e isto é comprovado diariamente na mídia impressa ou falada. Nossos governantes conseguiram algo inusitado; desmoralizar o escândalo !!

Até vemos varias entidades de base indo ao campo no corpo a corpo com os produtores, munidos de projetos e ações capazes de organizar toda a cadeia produtiva mas que também inevitavelmente esbarram na "burrocracia", desinteresse e má vontade política dos escalões superiores que se encontram em seus luxuosos gabinetes.

Todos os produtores sonham com pequenos frigoríficos e centros de manipulações e embalagens, com SIF ou algo que o valha , em um raio de 100 km entre um e outro, bancados pelas prefeituras ou governo do ESTADO que cobrariam pelos serviços prestados, manteriam familias inteiras na roça (que é muito mais barato do que criar infra estrutura para elas nas cidades), aumentariam o recolhimento de impostos e criariam nos pólos regionais uma nova atividade econômica, atividade esta que representa 30 % do PIB de um pais como a NOVA ZELANDIA..

Alguem duvida que isto alavancaría nossa atividade ao ponto de passarmos de importadores a exportadores de carne?

Atraves de associações de criadores sérias temos que cobrar exaustivamente de nossos governantes as ações de que tanto precisamos. Outro dia ouví de um caixa de supermercado a seguinte pérola "O que esperar de um povo que após a segunda derrota de seu time invade a sede deste e se coloca frente a frente com o presidente do clube exigindo mudanças mas que nada faz, ano após ano, quanto a carga tributária que o obriga a trabalhar 5 meses por ano só para pagar impostos e que ainda vê estes impostos serem desviados na construção de castelos"?

Portanto as mudanças são mais profundas do que se apresentam."

Clique aqui para ler mais opiniões sobre este assunto.

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

Pedro Alberto Carneiro Mendes

Fortaleza - Ceará - Consultoria/extensão rural
postado em 30/03/2009

Caro Marco

No Ceará temos problemas parecidos com os seus, com um agravante não temos absolutamente, tradição ou boa vontade com o sistema cooperativista.

Lembro a você que ao idealizar o frigorifico, atendte para o tamanho do rebanho criado por cada produtor, pois já tivemos aquí no Ceará projetos que a grande pulverização do rebanho inviabilizaram o projeto.

Flávio belmonte R. da Silva

São Sebastião do Caí - Rio Grande do Sul - OUTRA
postado em 30/03/2009

Caros amigos! Volto a escrever porque o tema se mostra como a principal preocupação dos ovinocultores no momento. Iniciei pensando alto e recuei. Mantenho um pequeno rebanho, mais por teimosia.

Alguns amigos iniciaram e hoje não estão mais criando, tudo porque a criação de ovinos é exigente, requer cuidados e investimentos constantes (especialmente em pessoal capaz), mas o principal fatos que fez com que meus amigos recuassem foi, seguramente a comercialização. Ou você apela para o abate clandestino ou para, porque não é economicamente viável, para pequenos criadores de raças para carne, o abate nos frigoríficos.

A minha manifestação anterior peca, evidentemente, por falta de conhecimentos técnicos acerca de abate e comercialização, mas o que eu pretendi foi demonastrar que, a cada ano que passa, a margem dos frigoríficos fica maior e a do produtor menor, o que antigamente (quando eu era jovem comercializavamos um novilho ao preço da carne de segunda - e hoje?) não ocorria. Custos? pouco consumo? Não sei. Pode ser que esteja enganado, mas ainda acho que as exigências quanto às plantas nos colocam nas mãos dos grandes frigoríficos.

Obrigado pela oportunidade e parabens aos que estão tendo a coragem de debater. nem tudo está perdido, não é?

wilson tarciso giembinsky

Paracatu - Minas Gerais - Produção de gado de corte
postado em 01/04/2009

Eu ganhei um casal de Santa Ines e hoje tenho 35 cabeças, consumo próprio, presente para os amigos, churrasco para a familia e comida para as onças..... já comeram mais de 20....

Vender mesmo só 1, justamente por estes problemas....

Criar pouco e fazer abate em frigorífico dá prejuizo, tem que partir para uma grande criação em escala comercial e montar abatedouro próprio.
Só para consumo é mais barato comprar....
A propósito eu vendo os meus.

marcelo

Santos - São Paulo - OUTRA
postado em 12/06/2009

Gostaria de saber se já tem frigorífico no Vale do Ribeira ou estado de São aulo para abate de ovinos, tenho uma produção e gostaria de investir neste mercado, só preciso saber qual frigorífico que compra !!??

MARCOS LIMA BARBOSA

São Paulo - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 17/06/2009

Caro Marcelo,

Aqui vai a lista de frigoríficos especializados em ovinos no estado de São Paulo: Marfrig (Promissão), .Frigovino (Araçatuba), Suinquality (São Manuel), Frigomaster (São José do Rio Preto), Cordeiro Brasileiro (Presidente Prudente), Santa Helena Leme Distribuição de Carne Ltda (Leme), Cow pig (Boituva), Dom Pig (São Manuel), Clube do cordeiro (Itapira)

Grande abraço

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade