Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Médicos veterinários e zootecnistas terão cadastro único no Paraná

postado em 08/09/2011

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento e o Conselho Regional de Medicina Veterinária no Paraná (CRMV-PR) vão trocar informações sobre os profissionais médicos veterinários e zootecnistas e as empresas que processam produtos de origem animal em atuação no Paraná. Para isso foi firmado um convênio que cria o Cadastro Estadual Único Agropecuário (CEUA) dos profissionais vinculados ao Conselho.

O convênio foi formalizado na última terça-feira (06) pelo secretário da Agricultura, Norberto Ortigara, e pelo presidente do CRMV-PR, Masaru Sugai. A formação de um cadastro e a troca de informações vão fortalecer o trabalho de fiscalização já realizado pelo Departamento de Fiscalização e Defesa Agropecuária (Defis), que passará a contar com uma base atualizada de dados sobre os profissionais que estão atuando no Estado, disse Ortigara.

A proposta é cruzar as informações sobre profissionais e empresas e formar uma base cadastral única para facilitar o trabalho de fiscalização. De acordo com Sugai, o objetivo desse convênio é garantir à sociedade acesso a produtos de origem animal de qualidade. "Vamos otimizar os recursos humanos, materiais e financeiros para atender à demanda da sociedade por produtos de qualidade", disse.

O Defis já fiscaliza a sanidade e a qualidade dos produtos paranaenses. E o CRMV-PR é a autarquia federal que fiscaliza o exercício profissional dos médicos veterinários e zootecnistas e também a garantia da presença de um profissional (médico veterinário ou zootecnista) com responsabilidade técnica em empresas e indústrias que processam produtos de origem animal, conforme determina a lei.

O diretor do Defis, Marco Antonio Teixeira Pinto, disse que o cadastro vai incluir todos os profissionais técnicos que atuam em empresas de produtos de origem animal, medicamentos, animais vivos e produtos industrializados, como carnes, leite, mel, pescados - informações fundamentais para o trabalho de fiscalização.

As informações são da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, adaptadas pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade