carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

MS: capacitação em ovinocultura discute oportunidades da atividade em Ponta Porã

postado em 24/09/2013

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Cerca de 15 produtores da agricultura familiar rural e trabalhadores rurais estiveram presentes no 1º Curso de Manejo Básico de Ovinocultura, realizado em Ponta Porã, na sexta-feira, 20 de setembro. O curso teve o objetivo de capacitar os participantes sobre o manejo alimentar, sanitário e reprodutivo de ovinos.

No período matutino, realizado no Sindicato Rural de Ponta Porã, os participantes assistiram três palestras intituladas: “Noções sobre manejo sanitário, reprodutivo e alimentar de ovinos”, “Manejo da verminose e demais doenças que afetam ovinos” e “Manejo de pastagens para ovinos e resultados de pesquisa”, proferidas, respectivamente, por Marciana Retore (Embrapa Agropecuária Oeste), Elton Bock Correa (Unigran e Associação Brasileira de Criadores de Ovinos) e Fernando Alvarenga Reis (Embrapa Caprinos e Ovinos/Gado de Corte).

No período vespertino, os participantes dirigiram-se às instalações do Arranjo Produtivo Local (APL) ovinos, localizada na Estação Experimental da Embrapa, onde receberam orientações práticas sobre casqueamento de ovinos, utilização do método Famacha, aplicação de medicamentos, tosquia, avaliação dos aspectos físicos dos animais, controle zootécnico do rebanho e formas de contenção dos animais.

A coordenadora do evento e pesquisadora da Embrapa Agropecuária Oeste, responsável pelos trabalhos desenvolvidos no APL, Marciana Retore, explica que o APL de Ponta Porã surgiu por meio de uma demanda entre a Embrapa e a Seprotur, para estimular e fortalecer o desenvolvimento da ovinocultura na região de fronteira, devido a grande quantidade de assentamentos presentes nessa região. “A ovinocultura se insere muito bem em pequenas áreas onde a bovinocultura ficaria muito restrita. Supondo que em um hectare, por exemplo, você coloca um bovino adulto, na criação de ovinos esse número aumenta para cinco. Além disso, há possibilidade das ovelhas terem partos duplos, em uma gestação de apenas 150 dias”, explica Marciana.

O pesquisador do Núcleo Regional Centro-Oeste da Embrapa Caprinos e Ovinos, localizado na Embrapa Gado de Corte, Fernando Alvarenga Reis, explicou que o melhor pasto para criação de ovinos consiste na utilização da forrageira que o produtor já tem adaptada na sua própria região. “É muito complicado tentar estimular a formação de um pasto específico para ovinos quando você já tem uma séria histórica de um pasto formado na sua propriedade”, explicou Fernando.

Segundo o professor da Unigran e técnico da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos, Elton Bock Correa, as verminoses são, de uma maneira geral, as principais doenças que afetam os ovinos, representando cerca de 60% dos problemas da ovinocultura, além de outras doenças que podem ser evitadas com vacinação. “As verminoses podem prejudicar o desempenho dos animais, que emagrecem, ficam cansados e com a mucosa dos olhos branca. Os animais jovens pós-desmama e as fêmeas, logo após o parto, são os que demandam maior atenção quanto ao tratamento das verminoses”, explicou Elton.

O curso foi uma realização da Embrapa, em parceria com a Prefeitura Municipal de Ponta Porã, Sindicato Rural de Ponta Porã e Instituto Federal de Mato Grosso do Sul – Campus Ponta Porã.

As informações são do Jornal Agora MS, adaptadas pela Equipe FarmPoint.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

adolfo caldas freire jr

Salvador - Bahia - Produção de caprinos de corte
postado em 24/09/2013

Aqui em Salvador ou Bahia já aconteceu alguma vez eventos desta natureza? Alguém sabe responder? Aqui neste estado não acontece nada. São todos um balão apagado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade