Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

MT: governo cria Grupo Gestor da Ovinocaprinocultura

postado em 08/12/2009

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Governo de Mato Grosso criou na semana passada o Grupo Gestor da Ovinocaprinocultura, cujo compromisso é fortalecer de modo capacitado todas as estruturas do setor, com o objetivo de alavancar o desenvolvimento da criação de caprinos e ovinos no Estado. Com isso, reestruturar a cadeia produtiva, para que haja o crescimento da atividade. As reuniões técnicas aconteceram nos dias 3 e 4, na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (Seder).

Participaram desse encontro representantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), campus de Rondonópolis e Cuiabá; Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), campus de Cáceres e Pontes e Lacerda; Associações, Cooperativas e Núcleos de Ovinocultores; instituições financeiras; produtores; empresa âncora (Frigorífico Cordeiro Premiun); Sebrae; Empaer, MT Regional e Embrapa, além da Câmara Técnica da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (Seder).

Contudo, a parceria entre a Embrapa e o Estado de Mato Grosso está sendo proposta para a elaboração de um projeto com ênfase na capacitação continuada de técnicos multiplicadores. O papel da instituição é oferecer tecnologia com base nas potencialidades dos municípios mato-grossenses. Trata-se de um setor em amplo crescimento mediante a verticalização da cultura em todo Estado.

Os trabalhos a serem executados preveem a criação das Unidades de Referências Técnicas (URTs), que serão instaladas em determinadas propriedades rurais estrategicamente situadas. Elas servirão de referência técnica aos produtores das regiões abrangentes.

O repasse do conhecimento será de responsabilidade das instituições de Mato Grosso, como Unemat e UFMT, além do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Sebrae, Senai, Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), entre outros. A proposta prevê a modernização dos frigoríficos, buscando produtos finais competitivos junto aos mercados de carne.

De acordo com o pesquisador da Embrapa, Fernando Alvarenga Reis, os Consórcios Intermunicipais serão o alicerce no acompanhamento de todas as atividades do Grupo Gestor. "A proposta irá mapear toda a cadeia produtiva. Todas as ações estarão voltadas para as demandas que serão levantadas. A nossa ideia é de que o produto chegue aos consumidores com alto padrão de qualidade. Para isso é preciso mobilizar todo o Estado", afirmou o pesquisador da Embrapa.

Durante as reuniões técnicas foi apresentada a situação da cadeia produtiva dos 15 Consórcios Intermunicipais, que compõem os 141 municípios mato-grossenses. As discussões vão subsidiar a elaboração de um documento orientador que vai reunir as principais limitações do setor no Estado e indicar os caminhos a serem seguidos pelas instituições governamentais e iniciativa privada na condução da atividade.

As informações são do Governo do Mato Grosso, resumidas e adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade