Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Ovinocaprinocultura deslancha em Minas Gerais

postado em 14/09/2007

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Após estudo realizado pelo Sebrae em Minas, Emater-MG e Faemg, no fim de 2004, indicando a vocação regional para a ovinocaprinocultura e suas vantagens, 176 proprietários rurais aderiram ao Projeto de Ovinocaprinocultura do Sebrae/MG. Com isso, o rebanho deixou os quintais e ganhou nova importância.

O projeto visa aumentar o tamanho do rebanho, incentivar o melhoramento genético, promover a comercialização dos animais de forma coletiva e melhorar a renda dos criadores. "Apesar da influência nordestina na região norte de Minas, bastante propícia para essas modalidades de criação, o setor nunca havia deslanchado", destacou a técnica do Sebrae na região de Montes Claros, Wiviany Freitas.

Ao longo de quase três anos, já foram realizadas ações de capacitação para técnicos, produtores e tratadores, fortalecimento do associativismo, viabilização de canais de compra de insumos e comercialização da produção, além de acesso ao crédito e à tecnologia.

Também estão sendo desenvolvidas ações de incentivo ao melhoramento genético. "Realizamos um curso de inseminação artificial para os produtores, visando disseminar o conhecimento de novas técnicas de inseminação, como a transcervical e a intrauterina. Muitos já estão apostando no melhoramento", afirmou a técnica do Sebrae na região de Januária, Hebbe Carvalho. O valor da dose de sêmen de ovinos varia entre R$ 35 e R$ 80. Já a de caprinos custa entre R$ 12 e R$ 45.

Por meio da Central de Negócios Berronorte, os criadores vinculados à Associação de Criadores de Caprinos e Ovinos do Norte de Minas (Accomontes) distribuem a produção para o estado de Goiás desde o ano passado. "O resultado financeiro é satisfatório. Conseguimos R$ 2,50 pelo quilo do animal vivo", contou a presidente da Accomontes, Idalina Almeida.

Consumo

Promover o consumo da carne de ovinos e caprinos é uma das principais ações do projeto. Em parceria com o Senar, a Emater/MG e as prefeituras e associações locais, o Sebrae Minas promove oficinas de abate, cortes e preparo da carne de cordeiro e cabrito. Em Montes Claros já foram capacitadas cerca de 150 pessoas.

Mais de 30 escolas, creches e asilos de Januária incluíram a carne ovina e caprina no cardápio, por meio de um convênio com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). "Ao todo já repassamos o equivalente a 25 mil toneladas de carne", relatou o presidente da Associação dos Criadores de Ovinos e Caprinos do Vale do São Francisco (Caprivale), Francisco Augusto de Paula Sobrinho.

As informações são de Renato Lopes, da Agência Sebrae de Notícias.

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

Erwin Smeja Hunter

Rio Verde - Goiás - OUTRA
postado em 21/09/2007

Mudar hábitos alimentares de adultos é um desafio que deve ser enfrentado com estratégias bem pensadas e levadas à prática inteligentemente.
Criar hábitos saudáveis em crianças pode ser algo mais fácil. Parabenizo àqueles que, de forma iluminada, conseguiram colocar a carne ovina e caprina em escolas.

Desenvolver bons hábitos alimentares inclui educar o paladar. O consumidor de hoje será o consumidor de amanhã. Estas ideias poderiam ser lembradas no planejamento de qualquer campanha de comercializaçao de alimentos, mas no atual contexto em que a ovinocaprino cultura se encontra, elas têm um significado estratégico crucial.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade