Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) faz primeira compra de ovinos e caprinos

postado em 27/09/2012

8 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) realiza nesta quinta-feira (27) a primeira operação de compra pelo governo federal de caprinos e ovinos criados por famílias de agricultores. A compra será feita em um abatedouro no município de Parnamirim (PE), a 573 quilômetros de Recife. O MDS estará representado pela secretária nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Maya Takagi.

A entrega marca o lançamento de uma ação especial do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), na modalidade Compra Direta, que permite a comercialização, até dezembro deste ano, de ovinos e caprinos por famílias de agricultores atingidas pela estiagem na região abrangida pela Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O evento será às 11h, no Aprisco Abatedouro e Frigorífico, da Cooperativa Central Agrícola do Nordeste (Cocane), que fica próximo ao km 145 da BR-316, no sentido Parnamirim-Salgueiro. A agricultora Maria Aparecida da Silva representará, na solenidade, as famílias beneficiadas pelo programa e fará a entrega de 100 animais ao abatedouro.

As informações são do MDS, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

adilso

Aparecida do Taboado - Mato Grosso do Sul - Produção de ovinos
postado em 28/09/2012

parabens a mais esta ação do ministerio do desenvolvimento social, pois essa ideia tem mesmo que ser implantada em todo o pais , valorizando o pequeno produtor ,espero que em breve chege ate aqui no Mato Grosso do Sul...

Robert da Costa Ferreira

Teresina - Piauí - Consultoria/extensão rural
postado em 28/09/2012

Aqui no Piauí, nas cidades de Bela Vista, Queimada Nova e Nova Santa Rita estão em fase final de contratação a comercialização de carne caprina e ovina, no montante de R$ 225 mil reais. Essas associações já são trabalhadas pelo SEBRAE no Piaui com consultorias, capacitações, visitas técnicas e ações de mercado.

josé constantino da silva neto

Aurora - Ceará - criação de ovinos
postado em 28/09/2012

Nós aqui do cariri e de todo o semi-árido, que sofremos com a seca e com a falta d'agua, gostaríamos que não só este programa do MDS mas também outras formas de apoio,insentivo e orientação técnica no manejo e comercialização do rebanho,nos fosse oferecido.   

Edemar de Assis da Silva

São Joaquim São José - Santa Catarina - Consultoria/extensão rural
postado em 28/09/2012

É o governo fazendo o que deve ser feito, temos que apoiar esta atitude da MDS, desta forma se mantem as pessoas no campo valorizando o produtor local para que continuem a produzir.

vidal elias de carvalho filho

Arcoverde - Pernambuco - pabificador
postado em 29/09/2012

Além dessas aquisições, merece destaque ações como o fornecimento de rações subsidiadas como o que está ocorrendo atualmente - aquisição e transporte de cana-de-açucar e palma forrageira na zona da mata de PE e AL - para evitar a extinção do rebanho do semi árido, situação agravada com o ataque da praga da cochonila carmim que praticamente dizimou a cultura da palma no Nordeste.

Eugênio Rodrigues da Silva

Natal - Rio Grande do Norte - Produção de ovinos de corte
postado em 03/10/2012

          Sem dúvida trata-se de uma iniciativa que merece nosso reconhecimento e aplauso, porém ao mesmo tempo digo que iniciativas como essas não deveriam ser apenas mais uma "ação especial de um programa do governo" para combate a fome em períodos de estiagem no nordeste.
           O semi-árido nordestino precisa de políticas públicas voltadas para a sustentabilidade, permanência e sobrevivência de seus habitantes.
            Definitivamente devemos entender que o semi-árido nordestino é uma região diferenciada e como tal o governo deve tratá-la com políticas públicas diferenciadas.

josé constantino da silva neto

Aurora - Ceará - criação de ovinos
postado em 03/10/2012

O Eugênio, está absolutamente certo, quando diz: que o simi-árido é uma  região diferenciada e como tal merece um tratamento especial, principalmente porque os jovens não querem mais saber da roça,exatamente por falta de incentivos e de políticas públicas que ajudem a fixar o homem no campo.

Afonso Rodrigo Luft

Crissiumal - Rio Grande do Sul - Distribuição de alimentos (carnes, lácteos, café)
postado em 17/04/2013

Iniciativa importante do MDS....Quanto a valorização do produto aqui no Sul está ficando a desejar....como que o produtor conseguirá permanecer no campo......insumos agrícolas subindo toda hora e o produto do campo permanece no mesmo ou caí....precisamos de mais valorização R$ R$ R$

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade