carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Rebanhos uruguaios incorporaram mais genética neozelandesa

postado em 24/01/2014

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Rebanhos uruguaios incorporaram mais genética neozelandesa

Com esforço, investimentos e muita dedicação, os produtores uruguaios seguem apostando na incorporação de genética da Nova Zelândia para que o Uruguai continue mantendo a qualidade de sua carne ovina e a pureza de suas lãs.

Os rebanhos "La Lucha" de Echeverría, "El Triángulo" de Iraola e "Don Alfredo" de Tedesco, concretizaram a compra de dois carneiros da Nova Zelândia. Trata-se de "Strathblane 495", que foi Grande Campeão em Christchurch 2013, e "Strathblane 600", Grande Campeão e Melhor Velo 2012 e Reservado Grande Campeão 2013. Ambos os carneiros têm muito o que acrescentar ao Corriedale uruguaio, que já é reconhecido como um dos melhores do mundo e há décadas desperta o interesse de produtores argentinos, chilenos e brasileiros, entre outros.

Por outro lado, o rebanho “El Esfuerzo”, de Gabriel García Pintos, também importou outro animal de destaque. Nesse caso, é um cordeiro Hampshire Dow do rebanho “Toropuke”, um dos pioneiros da raça na Nova Zelândia e nos últimos anos sempre tem ganhado como o melhor animal de carne competindo com outras raças (Campeão Inter-raças).

“É um animal que escolhi entre 110 cordeiros por sua presença, por sua pureza racial, mas também porque tem muito boa área de olho de lombo e muito boa quantidade de carne”, disse Pintos. Em 2008, seu rebanho tinha trazido um carneiro do mesmo rebanho neozelandês e com sua genética conseguiu cinco anos seguidos os Grandes campeões no Prado.

A reportagem é do El País Digital, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade