Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Redução de envios de carne ovina uruguaia para o Brasil anima produtores

postado em 05/07/2011

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Os criadores de ovinos do Brasil estão animados com a notícia de que o Uruguai - maior exportador dessa carne para o mercado brasileiro - está direcionando parte de sua produção para os Estados Unidos e o Canadá. Os planos uruguaios estariam sustentando as cotações alcançadas em São Paulo, de até R$ 5,00 por quilo de carneiro vivo ou R$ 10,00 por quilo de carcaça. Esses preços são referenciais para o Paraná.

Conforme os especialistas, a cotação paulista tende a se manter alta porque o rebanho estimado em 16 milhões de cabeças não cobre a demanda interna e porque a cadeia produtiva segue desorganizada, ou seja, não atende aos padrões de exigência impostos pelas grandes redes de distribuição.

Segundo a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco), o Brasil está a caminho de alcançar a autossuficiência, mas poderia dobrar o rebanho.

As informações são da Gazeta do Povo, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade