Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

SE: IA coletiva vai melhorar rabanho caprino

postado em 07/07/2006

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A Associação de Caprinocultores e Ovinocultores de Aquidabã (Acoa), em SE, está participando de um projeto-piloto do Sebrae na região, para implantação de tecnologia sanitária e genética no rebanho caprino leiteiro.

A primeira etapa do trabalho já foi feita e consta da realização de exames parasitológicos de fezes, para identificar os animais que não estão saudáveis para receberem a inseminação. O Sebrae disponibilizou o "bode móvel", um microônibus equipado, no qual funciona uma unidade laboratorial e uma central de inseminação artificial para caprinos e ovinos, para a realização do projeto.

A segunda etapa, realizada no fim de junho, foi a sincronização das cabras, por meio de um protocolo de indução de cio, no qual os animais recebem aplicação de hormônios 11 dias antes da inseminação. Após a inseminação, os consultores continuarão acompanhando todo o período de gestação das cabras, que é de aproximadamente cinco meses.

Segundo a Agência Sebrae de Notícias, estão participando do projeto 45 cabras, mas a meta nessa primeira fase é atingir 250 animais, contemplando ainda rebanhos do município vizinho de Capela.

O projeto visa a melhoria do padrão genético do rebanho na região. Segundo Emanoel Silveira Sobral, superintendente em exercício do Sebrae, a IA proporciona inúmeros ganhos. "Podemos citar a erradicação ou controle de doenças sexualmente transmissíveis, identificação de fêmeas que não apresentam cio e o maior controle de partos com datas previstas", explica Emanoel.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade