Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Sebrae-SP: laboratório sobre rodas ajuda produtores

postado em 16/03/2009

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Duas unidades móveis para monitoramento de ovinos dentro da propriedade rural foram algumas das novidades do Sebrae-SP para a Feira Internacional de Caprinos e Ovinos - 2009 (Feinco). Os carros foram equipados com um laboratório com equipamentos e softwares de última geração para exames como diagnóstico de gestação, espermograma, marmoreio da área de olho de lombo e infestação de verminoses no rebanho. Com base nos resultados dos exames, o criador pode fazer uma seleção precisa dos animais, direcionando-os para abate ou reprodução, de acordo com as características encontradas.

A iniciativa, inédita no Brasil, que vai levar tecnologia de ponta ao alcance dos pequenos produtores, é resultado de uma parceria entre o Sebrae-SP e Instituto Biosistêmico (IBS) para promover a melhoria da qualidade do rebanho e da produtividade dos produtores de ovinos atendidos pelo Sebrae-SP.

Além dos laboratórios móveis, o Sebrae-SP também lança dois manuais de orientação para produção de ovinos e ferramentas eletrônicas de gestão financeira e controle de índices zootécnicos do rebanho, para montar um banco de dados on-line da cadeia de ovinos atendida pela instituição.

A visita do laboratório móvel, conhecido como Cordeirão, às pequenas propriedades rurais, faz parte do Projeto da Cadeia de Ovinos do Sebrae-SP que já atendeu mais de 1.400 produtores em todo o Estado. O objetivo é ajudar na organização e melhoria da produção dos 838 produtores das regiões atendidas pelo programa em São Paulo. Desde 2004, o Sebrae-SP apóia a ovinocultura, uma das atividades agropecuárias que mais cresceu no Brasil nos últimos dois anos.

"Os principais resultados da nossa atuação na ovinocultura paulista são a organização dos produtores e a preparação para atender as exigências do mercado, como a padronização da carcaça. O impacto desta melhoria na produção já reflete na comercialização, muitos produtores já estão processando e embalando seus produtos", afirma o gestor estadual da Cadeia de Ovinos do Sebrae-SP, Sílvio César de Souza.

O coordenador nacional dos projetos de caprinos e ovinos, Ênio Queijada, destaca a importância da experiência desenvolvida. "Essa experiência de São Paulo deve ser reaplicada em outros estados. É uma forma de levar o laboratório até a propriedade", destaca.

O próximo passo para o programa é caminhar para a profissionalização dos produtores com ações focadas no processo de gestão, que é hoje um gargalo na atividade.

O laboratório móvel vai percorrer as propriedades rurais atendidas pelos projetos do Sebrae-SP, onde um técnico realizará o exame no rebanho. O produtor recebe o diagnóstico na hora e já consegue fazer as alterações na sua produção. A região de Marília será a primeira a receber a visita do Cordeirão a partir do mês de abril. A área concentra 104 produtores cadastrados no projeto de ovinocultura da entidade.

As informações são do jornal Diário do Comércio e Indústria/SP, resumidas e adaptadas pela equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade