carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Sergipanos participam de missão técnica no Uruguai com foco em ovinos

postado em 04/04/2014

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Um grupo formado por um técnico do Sebrae, três produtores rurais sergipanos, além de criadores de ovinos e pesquisadores de vários estados do país está no Uruguai para conhecer o programa ‘Cordeiro Pesado’.

O modelo é considerado por especialistas do setor como o mais bem estruturado da cadeia em toda a América do Sul. O programa é desenvolvido há quase duas décadas e tem como foco a oferta de ovinos de alta qualidade, atendendo a requisitos de idade, peso, composição corporal e lã.

Os animais, de qualquer espécie, são criados em pastagens melhoradas e recebem acompanhamentos nutricional e genético. Durante a missão os brasileiros estão tendo a oportunidade de visitar pequenas propriedades rurais e participar de palestras e mesas de debate com os criadores da região.

“O nosso foco é conhecer bem esse modelo de produção e perceber algumas ações que possam ser colocadas em prática em nosso estado. O Uruguai é referência nesse modelo de negócio, então estamos buscando conhecimento no lugar certo”, explica Antônio Cardoso, analista do Sebrae em Sergipe e gestor do programa Cordeiro e Cabrito de Qualidade.

Projeto

Em Sergipe, o Sebrae desenvolve desde 2012, em parceria com a Federação das Associações de Criadores de Caprinos e Ovinos de Sergipe (Faccos), o Programa Cordeiro e Cabrito de Qualidade. A iniciativa busca incentivar a cadeia da ovinocaprinocultura no estado e fortalecer as regiões que desenvolvem a atividade e seus produtores.

Durante a primeira etapa do programa, 200 criadores de 49 municípios pertencentes às regiões Centro Sul, Agreste Central, Alto e Médio Sertão, Leste e Grande Aracaju participam das atividades. Focado na melhoria dos processos de gestão, tecnologia e mercado, o projeto pretende ainda fortalecer a comercialização dos animais e diferenciá-los no mercado por meio de parâmetros de qualidade.

As atividades desenvolvidas pelos técnicos do programa também estão relacionadas à oferta de consultorias técnicas nas propriedades, integração entre os criadores para a melhoria genética do rebanho, criação de centrais de negócios e legalização de unidades agroindustriais.

As informações são da Assessoria de imprensa do portal Plenário, adaptadas pela Equipe FarmPoint.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade