Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

PR: cooperativa Castrolanda investe no fomento da ovinocultura

postado em 19/10/2011

6 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

De acordo com o gerente da área de negócios de carne da cooperativa, Mauro Cézar de Faria, a atividade é relativamente nova na Castrolanda e conta com boas perspectivas de crescimento. "Nós temos aproximadamente seis anos de um trabalho intenso de estruturação de toda a cadeia produtiva. É um setor que não necessita de grandes investimentos e que complementa a atividade dos nossos associados", afirmou ele em matéria sobre o tema publicada no jornal da Castrolanda. O plantel da cooperativa é formado por cerca de quatro mil matrizes. Para atender a demanda regional, seriam necessárias 15 mil matrizes. Cerca de 30 cooperados da Castrolanda trabalham com a ovinocultura.

Insumos

Segundo o coordenador Tarcísio Bartmeyer, os produtores investem constantemente em genética especializada para produção de carne, obtendo cordeiros com excelente padrão de carcaça e de cortes especiais. "A genética, aliada a um rigoroso controle sanitário e nutricional, conferem ao cordeiro Castrolanda um diferencial no mercado de carnes e segurança alimentar ao consumidor", destaca ele. Com o fomento da produção, a cooperativa disponibiliza insumos que vão desde linhas de crédito específicas para a ovinocultura, como rações, atendimento de técnicos profissionalizados na área e pontos para dar suporte ao produtor.

Abate e comercialização

A Castrolanda faz o abate dos cordeiros em parceria com um frigorífico de Castro, que está sendo ampliado para atender à demanda. A carne está sendo comercializada na região dos Campos Gerais e na capital do Estado. Os restaurantes de Curitiba são os principais clientes da cooperativa. O produto tem sido divulgado em eventos técnicos e de culinária, feiras gastronômicas, entre outros. A Castrolanda comercializa diferentes tipos de cortes, como carré francês, pernil, costela e paleta. As peças são embaladas a vácuo e a entrega é garantida o ano todo, com a mesma garantia de qualidade e padrão dos cortes.

Sobre a cooperativa

A Cooperativa se dedica à prestação de serviços aos seus associados e como empresa busca desenvolver-se de maneira contínua, procurando aplicar modernas práticas de gestão, conquistar e manter vantagens competitivas na exploração das oportunidades que se abrem a cada dia no mercado. Investe em projetos de novos negócios, sem perder o foco de atuação, mantendo-se como coordenadora da cadeia produtiva dos seus associados, participando ao longo delas por conta própria ou por intermédio de parcerias e alianças estratégicas.

Os produtores têm forte vocação para a produção agropecuária, investem muito em tecnologia e gestão agropecuária, objetivando a melhoria de produtividade e a administração dos seus negócios. A empresa opera com cerca de 60 players entre clientes, fornecedores e parceiros da cadeia do leite, grãos, insumos agropecuários e de processadoras de carnes.

A busca incessante na profissionalização da cooperativa e dos seus cooperados faz com que seja investida uma parcela importante do orçamento na formação de seus dirigentes, executivos, colaboradores e produtores. Desenvolve programas de gestão pessoal que visam criar o ambiente propício para a busca de soluções criativas e que agreguem valor para os sócios.

Na pesquisa agropecuária, a Cooperativa participa, em conjunto com outras duas cooperativas, da Fundação ABC, responsável pelo desenvolvimento da pesquisa aplicada e pela disseminação de tecnologias que objetivem a redução de custos e a exploração racional dos recursos naturais.

Na Castrolanda, a responsabilidade social ocupa importante capítulo do seu planejamento estratégico. Produzir social e ecologicamente correto, preservando os recursos naturais, é uma diretriz seguida à risca pelos produtores. Como empresa, tem investido nas suas instalações e na educação das pessoas, de modo a reduzir o impacto dos processos produtivos que possam agredir o meio ambiente.

Nos últimos anos tem investido, também, nas relações com a comunidade que interage de modo direto ou indireto, apoiando a cultura e a prática do esporte.

As informações são do Portal do Agronegócio, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Bruno de Barros Ribeiro de Oliveira

Belo Horizonte - Minas Gerais - Produção de ovinos
postado em 19/10/2011

Prezado,
Gostaria de obter informações sobre as linhas de créditos fornecidas pela Cooperativa Castrolanda.
Aguardo retorno.

adriane araujo azevedo

Guarapuava - Paraná - Produção de ovinos de corte
postado em 19/10/2011

Parabéns aos amigos da Castrolanda ,que produzem carne de qualidade,de maneira organizada .

Izaltino Cordeiro dos Santos

Ponta Grossa - Paraná - Técnico
postado em 20/10/2011

Considerações:
A matéria fala da estrutura da Coop. Castrolanda. O potencial de produção de ovinos no Estado do Paraná, é muito grande, mas infelizmente estamos vendo apenas chamadas, pouco ou quase nada de concreto.
Quantos quilos de carne ou quantos cordeiros a Cooperativa tem vendido por semana ou por mês em Curitiba? A que preço?
É uma pena, que a produção insignificante de cordeiros no Paraná, ainda não viabiliza todo um Segmento Agroindustrial de verdade, com estrutura completa a que o setor e um produto desses (nobre por excelência) mereça.
No Paraná, a palavra chave é Cordeiros - aumentar a produção de cordeiros para viabilizar o segmento de processamentos e distribuição, para atender o mercado de Curitiba. A "invasão" de outros Estados comprando cordeiros aqui no Paraná, deve-se a falta de estruturas que absorva o produto em volume e escala, para atender a demanda interna e estimular o produtor a investir em volume de produção.
A matéria fala em 30 produtores com 4 mil matrizes (em torno de 130 matrizes por produtor?). Acredito no potencial da Cooperativa, mas temos que fazer o produtor a acreditar e aumentar essa média no mínimo para 10 vezes os seus rebanhos.
Izaltino Cordeiro dos Santos
Universidade Estadual de Ponta Grossa-Paraná

Nei Antonio Kukla

União da Vitória - Paraná - Consultoria/extensão rural
postado em 21/10/2011

Quem conhece a Castrolanda, posso estar exagerando, mas lá é outro mundo.
Estão há apenas 6 anos no negócio ovinos, mas estão fazendo a lição de casa sem nenhum milagre, pois este na atividade produtiva, não existe. Existe sim a atenção voltada para um nicho de mercado ainda não explorado como se deve e que, os produtores da Castrolanda, aliás muito organizados estão buscando.
Castrolanda já é bom exemplo no leite, na produção de grãos, suínos e agora vem despontando no Paraná como referência na ovinocultura.
Acredito muito nas excursões técnicas com produtores em unidades de referência e, com certeza, Castrolanda é um ótimo roteiro.
Parabéns a esses holandeses colonizadores e a todos lá desta magnífica colônia de imigrantes que nos dão exemplo de trabalho e dedicação.

Felipe Preto

Ponta Grossa - Paraná - Produção de gado de corte
postado em 21/12/2011

Facil é mostrar a inciativa que a cooperativa faz frente o mercado da ovinocultura, que infelizmente ainda é muito informal. Mas apenas quem esta dentro do programa pode trazer detalhes tecnicos, já onde eles procuram uma padronização de produtos, mas não procuram valorizar o produtor, comentarios de pessoas que participam do programa traz um pagamento de R$ 11/kg do cordeiro abatido, isso se atender todas as exigencias, um produtor falou que seus animais abatidos que não passavam na seleção da cabanha pra reprodutores chegava no abate e a media para pagamento era entre 9 a 9,5 por kg, entao acho que ainda nao é estruturada o bastante para receber maiores investimentos do produtores para essa demanda que cresce, o informal muitas vezes é melhor remunerado e a demanda é crescente. Devemos lutar por um produto de qualidade sim, mas que não se explore os produtores.

itamar ferreira da silva

Sapucaia do Sul - Rio Grande do Sul - benifiçiamento de tripas
postado em 14/08/2012

sou inpresario no benifiçiamento de tripas bovinas e ovinas conpro toda sua produção sou do rg do sul meu telefone é 051 97371900 ou 051 30345089

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade