Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você usa OPG e/ou Famacha para controlar a verminose?

postado em 04/08/2010

39 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Um dos limitantes na produção de ovinos e caprinos é a endoparasitose. Os prejuízos causados pela verminose relacionam-se com a alta mortalidade de animais, gastos com mão-de-obra, perda de produtividade e compra frequente de medicamentos. Em março, o FarmPoint realizou uma enquete com a seguinte questão: qual problema sanitário acomete o seu rebanho de ovinos e caprinos? A maioria dos produtores (22,4%) respondeu que a enfermidade que mais acomete seus animais é a verminose.

De acordo com Maria Angela Machado Fernandes, médica veterinária e autora do artigo "Exame de fezes é uma necessidade", "na tentativa de controlar os prejuízos causados pelos endoparasitas, muitos produtores passam a utilizar esquemas de desverminação múltipla (de 30 em 30 dias) ou supressiva (de 15 em 15 dias). Esse esquema para controle de verminose baseado exclusivamente na ação do vermífugo, além de ter um custo bastante alto, pode resultar no rápido aparecimento de parasitas resistentes aos vários princípios ativos, até mesmo àqueles de última geração".

O produtor deve ter consciência de que o vermífugo não deve ser a única ferramenta no controle dos parasitas gastrintestinais.

No Brasil, poucas propriedades monitoram o rebanho com auxílio de exames de fezes periódicos. A prova laboratorial mais utilizada no tratamento da verminose é o teste que determina a redução de ovos nas fezes através do exame de OPG, realizado antes e após o tratamento anti-helmíntico.

O método Famacha também vem sendo muito utilizado e é um importante recurso no controle da verminose. Sua vantagem mais significativa é a redução no número de tratamentos aplicados, o que auxilia na diminuição do desenvolvimento da resistência de anti-helmínticos. É um método de tratamento seletivo, ou seja, objetiva vermifugar somente os animais do rebanho que apresentam anemia, facilmente visualizada na mucosa ocular dos ovinos.

Atualmente, ferramentas como o método Famacha, associado ao exame de ovos por grama de fezes (OPG), têm sido desenvolvidas no intuito de diminuir o uso de anti-helmínticos como estratégia no controle do parasita hematófago Haemonchus contortus, principal responsável por grandes prejuízos econômicos.

E você, produtor de ovinos e/ou caprinos, utiliza o exame de OPG e/ou método Famacha na tomada de decisões para o tratamento com anti-helmínticos? Como analisa a eficácia dos vermífugos utilizados?

Participe deixando o seu comentário no box abaixo:

Equipe FarmPoint

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Jonas Rodrigues

Dourado - Mato Grosso do Sul - Trader
postado em 04/08/2010

Olá amigos do FarmPoint.

Eu utilizo OPG e Famacha na minha propriedade.
Tento conciliar a informação dos dois exames para a partir dai, tomar alguma decisão. Para analisar a eficácia, eu analiso os números do exame de fezes e faço uma conta para saber qual é a % de eficiência. Se for acima de 80%, eu continuo com o mesmo vermífugo.

Nei Antonio Kukla

União da Vitória - Paraná - Consultoria/extensão rural
postado em 04/08/2010

Eu utilizo o método Famacha, muito embora acho importante o OPG que estou tentando implantar no meu rebanho. Em muitos locais a falta de laboratórios dificulta um pouco este sistema, todavia hoje no meu ponto de vista é o mais eficaz.

César Cristiano Bassetto

Pratânia - São Paulo - Estudante
postado em 04/08/2010

Olá,
Utilizo apenas OPG.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade